domingo, 17 de maio de 2009

Duas

O toque da pele
A pele na unha
A unha nos cabelos
Os cabelos e seu cheiro
O cheiro do suor
O suor entrando
Em mim, entrando
Tremendo, gemendo
Saindo, indo
Ido, feito
Duas
Satisfeitas

3 comentários:

Dolores Haze. '-' disse...

Poemas.. poemas.. poemas.. pashouahuosahouhousahsouhasohas
a minha criatividade foi embora imaginando o cenário do seu poema e sobrou na ponta do meu dedo apenas essa palavra: poemas.. poemas.. poemas..
oasuhousahouhsuohasouhasuohsaoashouashas

Laura Assis disse...

Não sabia - só desconfiava - que você versejava. Acho que todo mundo da Letras quer ser poeta quando crescer. Falo também por mim: eu quero (finge que ainda não cresci lol).

Quanto ao poema, tem uma coisa que adoro e que acho essencial: ritmo. O que é, aliás, muito adequado ao tema...
Poesia sem ritmo, pra mim, é só um monte de palavras jogadas no papel.
Adorei. Espero que de onde veio esse venham muitos mais. :)

=**

Ígor Samel disse...

Bem que você avisou sobre o poema.É bom,viu? Agora as dúvidas sobre o que escrevo apareceram de novo.Mas voltando ao assunto,parabéns.